ACIA E FÓRUM POÇOS DE CALDAS REALIZARAM DEBATE COM OS CANDIDATOS A PREFEITO

Durante duas horas os candidatos Sergio Azevedo, Eloísio do Carmo Lourenço, Waldemar Lemes Filho, Paulinho CouroMinas, Ricardo Senegal e Regina Cioffi ouviram atentamente as propostas das 21 entidades que compõem o "Fórum Desenvolvimento e Cidadania": Associação Comercial, Industrial e Agropecuária, Adismig, Associação de Bares e Restaurantes, CDL Poços, Cooperativa Reg. Cafeicultores-Café Poços, Lions Clube Águas Termais, Lions Clube Urânio, Lojas Maçônicas: Estrela Caldense, Fênix do Planalto, Luz e Fraternidade, Luz e União, Timoneira Sul de Minas, Acadêmicos da Serra S. Domingos, e Cavaleiros do Planalto, Rotary Club Sul, OAB Subseção Poços de Caldas, Sindicato do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, Poços Convention Vistors b Bureau, Sindicato dos Contabilistas, Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes e Sindicato dos Produtores Rurais, que estabeleceram um elenco de proposições de senso comum, com destaques para: Avanços Científicos e Tecnológicos, Busca do Bem Comum, Elevação dos Níveis de Educação e Cultura, Erradicação da Pobreza, Investimentos em Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Meio Ambiente Saudável, Melhoria na eficiência nos serviços públicos, Políticas Públicas Eficazes, Redução das Desigualdades, Serviços de Saúde e Segurança Pública de Qualidade, Justiça e Solidariedade. As propostas básicas apresentadas aos candidatos foram: Excelência nos pontos turísticos, praças e jardins; nomear secretários e diretores nascidos ou que residam há, no mínimo, cinco anos em Poços; reativar voos comerciais no aeroporto local; criar pontos de policiamento fixos nas entradas da cidade e implantar o monitoramento por câmeras na área comercial; implementar política de ação social voltada para a reabilitação de moradores de rua e pedintes; construir local apropriado para eventos e shows; aprovar o Plano Diretor que privilegie a sociedade como um todo, evitando aumento de tributos e o desestímulo a investimentos e ao crescimento da cidade; administrar o DME de acordo com sua proposta de criação, aplicando preços competitivos, e proibir a retirada de dividendos ou recursos para a Prefeitura. Também foram apresentadas propostas para: Administração e Gestão Pública, com a reorganização do setor administrativo e criação de uma secretaria especifica para pequenas e médias empresas; Agropecuária e Zona Rural, com prioridades para as estradas vicinais, turismo rural e programa de incentivo à permanência das famílias no campo; Filantropia, com amparo e apoio a entidades filantrópicas, e solução definitiva para a gestão da Santa Casa; Economia e Finanças, com estimulo a expansão das empresas aqui radicadas, e readequação da mão de obra dos servidores públicos; Infraestrutura, com a construção de um novo presídio, finalização das obras das usinas de tratamento de esgoto, aterro sanitário, fiscalização da Serra de S. Domingos, padronização das calçadas e pavimentação adequada das ruas e avenidas, criação de um sistema de ciclovias, infraestrutura do Distrito Industrial, duplicação da Av. Bianucci e questões estruturais da Av. Irradiação, melhoria no atendimento das UPAs e postos de saúde, e construção do Paço Municipal e Centro de Convenções; Assistência Social, Educação e Cultura, com ampliação do número de Creches, controle de estoques e distribuição de medicamentos pela Farmácia Popular, implementar o programa Sacolão da Família, política de reaproveitamento e distribuição de sobras de alimentos para famílias carentes, e criar mais oportunidades aos artistas locais nos eventos promovidos pela Prefeitura; Segurança e Mobilidade, instalando radares nas vias de acesso, eliminar redutores próximos a faróis, requerer junto ao Governo do Estado aumento dos efetivos das polícias Militar e Civil, definir o real papel da Guarda Municipal, normatizar o estacionamento de ônibus de turismo na região central, e combater efetivamente o tráfico e uso de drogas; Serviços Urbanos, com a eliminação ou normatização para carros de som, implementar containers de coleta seletiva em vários pontos e proibir o uso das calçadas para estacionamento de veículos; Turismo, com incentivo a continuidade das apresentações da Orquestra Sinfônica e do evento "Sinfonia das ÁGUAS", criação de um roteiro turístico, liberação da Zona Azul aos sábados após as 12hs, liberação para estacionamento nas vagas destinadas a táxis após as 19hs, e garantir ao Conselho de Turismo o seu desempenho de acordo com seu estatuto e legislação. Os candidatos tiveram, em média, 15 minutos para comentarem as propostas do Fórum, e todos destacaram que os ítens mencionados constam em seus planos de governo, e se comprometeram a estudar com carinho todas as questões levantados pelas entidades representativas da cidade e, no final, o presidente da Acia e do Sindicomércio, Márcio Roberto de Oliveira, agradeceu a presença dos candidatos, enalteceu o "alto nível do Debate e a disposição dos mesmos em atender as demandas apresentadas", e acrescentou:"É preciso que haja eficiência na Administração Municipal, pois parafraseando um dois candidatos afirmou que a Prefeitura é a maior “empresa” de Poços de Caldas, seja em numero de funcionários ou pelo faturamento. E que a falta de eficiência do Governo Federal gerou esta crise aguda que vivemos. Afirmou com pesar que ano passado mais de 250 empresas encerraram suas atividades na cidade e que espera eficiência do eleito. Convidou ainda o próximo prefeito a se reunir com o Fórum Cidadania e Desenvolvimento após seis meses de seu mandato, para nos dar uma posição sobre as propostas que acabamos de apresentar’’. Nas fotos, o presidente da Acia e do Sindicomércio fazendo a saudação aos presentes, os candidatos e o bom público que compareceu neste momento histórico para as entidades de classe e Clubes de Serviços de Poços de Caldas.

ACIA - Associação Comercial, Industrial e Agropecuária Poços de Caldas
Rua: Prefeito Chagas, 459 (4º Andar), Centro - Poços de Caldas/MG | Cep: 37701-010 | Contato: (35) 3697-4400