CODEMIG GARANTE VOOS PARA BH SE HOUVER DEMANDA

Durante a reunião na sede da Associação Comercial, a gerente comercial da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Edineia Arcanjo Hosken, garantiu que o projeto “Voe Minas” pode ser implantado em Poços de Caldas, desde que haja demanda de passageiros, cinco por voo, e demonstrou imagens da aeronave Cessna C208 Caravan de 9 lugares, sendo que a Codemig subsidia 4 e os outros 5 ficam por conta dos órgãos públicos e das classes empresariais, e fez uma estimativa de que o preço da passagem, ida e volta para a Capital Mineira seria em torno de R$ 700,00. Ao abrir a reunião, o presidente da Acia, Márcio Roberto de Oliveira, disse que a entidade solicitou e a PUC realizou um levantamento sobre a questão, e confirmou que haverá demanda de passageiros abrangendo, além da classe empresarial, entidades como a OAB, Judiciário, Clubes de Serviços, entre outros, além de acreditar que o setor turístico receberá grande número de pessoas vindas de todo país. Márcio lembrou que esta é uma antiga reivindicação de sua entidade, e que as sugestões apresentadas pelos empresários naquele momento traduziam o interesse da classe. " Quero parabenizar o prefeito Sérgio Azevedo por ter convidado a diretoria da Codemig para uma conversa dentro da Acia, pois ele sabe que sempre seremos parceiros nos projetos que atendam os interesses de toda a comunidade, como é o caso do Voe Minas", acrescentou o presidente da Acia e do Sindicomércio. O prefeito Sérgio Azevedo disse que teve a iniciativa de trazer a representante da Codemig para confirmar a necessidade de implantação do projeto em Poços. “ Tenho certeza que teremos esta demanda de passageiros, até porque várias pessoas daqui vão para Campinas tomar o voo para BH, e a comodidade certamente irá atrair não só os poços caldenses, mas também os moradores da região”, disse o prefeito. Empresários e representantes de entidades que participaram da reunião também se manifestaram de maneira positiva. Um dos mais animados com esta possibilidade é o presidente do Sindicato dos Hotéis, Waldir Miguel, que está certo de que a reativação dos voos trará ainda os turistas da capital, o que não ocorre hoje devido a distância. “Vamos sair de uma perigosa Fernão Dias, com um trecho de cinco ou seis horas, para chegarmos a BH em menos de uma hora, desembarcando na Pampulha, região central, e fácil acesso, o que irá facilitar a vida de todos”, disse Miguel. Já o piloto e entendedor da questão, Aníbal Togni, disse que há mais de vinte anos luta para conseguir este voo dentro da Acia, até para quem for viajar para outros estados ou países porque ficará bem mais fácil ir direto para BH ao invés de São Paulo. Ao final do encontro o prefeito Sérgio Azevedo e o presidente da Acia, Márcio Roberto de Oliveira, anunciaram que estarão providenciando um formulário para ser preenchido pelas empresas locais, exatamente para que haja uma confirmação das datas e horários que possam atender as necessidades de todos.

ACIA - Associação Comercial, Industrial e Agropecuária Poços de Caldas
Rua: Prefeito Chagas, 459 (4º Andar), Centro - Poços de Caldas/MG | Cep: 37701-010 | Contato: (35) 3697-4400